• Fórum dos Empreendedores

Reabertura de Lojas Pede Atenção Redobrada - SEBRAE


Fonte: Móvel de valor



Para apoiar o retorno do segmento de loja de móveis às atividades, de forma segura, o Sebrae elaborou um protocolo de retomada que reúne orientações das autoridades de saúde e das entidades representativas do setor. A iniciativa faz parte de uma ação mais ampla que a instituição vem desenvolvendo e que prevê a formulação de um conjunto de documentos para 14 macrossetores, com recomendações para que os empresários consigam adequar o ambiente de trabalho, preparar e orientar os colaboradores e fornecedores, e oferecer um local mais seguro para receber os clientes.

O Sebrae reconhece que a liberação do funcionamento dos estabelecimentos depende, fundamentalmente, das condições específicas de cada localidade e recomenda que os empresários fiquem atentos aos decretos e demais regulamentos vigentes na sua região e caso, exista divergência de informações entre as medidas estaduais e municipais, optem por seguir a orientação mais rígida, de preferência de acordo com as recomendações das autoridades oficiais de saúde, como Organização Mundial de Saúde (OMS), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde, entre outras. Os donos de lojas de móveis devem entender que, ao retornar às atividades, vão deparar com um novo cenário que traz mudanças de comportamento, inclusive no consumo de produtos e serviços. Além disso, devem ficar atentos diariamente às atualizações voltadas para o varejo e implementar somente aquilo que estiver oficialmente estabelecido. Nesse contexto, será fundamental manter contato e diálogo permanente entre as empresas e entidades empresariais, de trabalhadores e com o poder público local para buscar as melhores soluções para atenuar possíveis transtornos. Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, para o retorno das atividades, é fundamental o controle rígido de segurança e higiene tanto para a equipe de colaboradores e fornecedores, quanto para os clientes. “O Brasil é um país de proporções continentais e as condições do sistema de saúde no atendimento aos casos da doença podem ser bastante distintas, mesmo entre municípios de um mesmo estado”, ressaltou. Confira abaixo as principais recomendações e orientações para retorno das atividades de lojas de móveis Orientações Gerais de Higiene e Saúde * Além das recomendações básicas para a lavagem das mãos de forma adequada, com uso de água e sabão e uso de álcool 70% para a higienização individual, o distanciamento mínimo de 1,5 m entre os colaboradores e clientes deve ser mantido, independente do uso de máscara.

* As empresas e profissionais responsáveis pelas lojas de móveis devem adotar obrigatoriamente o uso de máscaras em todas as áreas do estabelecimento.

* As máscaras não devem ser compartilhadas, sendo de uso individual.

* É importante que as máscaras de tecido ou não profissionais sejam limpas e higienizadas adequadamente após o uso.

* Se possível, utilize termômetro capaz de fazer a leitura instantânea por aproximação, sem contato físico, na entrada do estabelecimento, impedindo o acesso de qualquer pessoa que apresente temperatura maior que 37,8º.

* Realize a limpeza e desinfecção de objetos e superfícies que sejam tocados com frequência, utilizando água e sabão ou borrifando álcool 70%.


Leia Mais Em: http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/reabertura-de-lojas-de-moveis-pede-atencao

 2020 - Fórum dos Empreendedores de São Paulo